quarta-feira, 21 de maio de 2008

Indicação UM PAIS DISTANTE Tradutor: VIEIRA, BETH AUTOR DNIEL MASON




Isabel aprendeu a distinguir os sons, cores e ritmos da terra árida onde vive com a família. Além disso, desde pequena desenvolveu um elo estranho e intenso com o irmão mais velho, Isaías. É capaz de localizá-lo mesmo quando ele se esconde entre os pés de cana-de-açúcar de uma extensa plantação. Isaías, muito diferente da taciturna irmã, é comunicativo e corajoso e migra para a cidade grande disposto a ganhar a vida como tocador de rabeca. Algum tempo depois, aos catorze anos, Isabel parte em busca dele, deixando a cidadezinha da infância, acossada pela fome e pela seca. Na cidade grande, Isabel sente-se sitiada por sinais que já não consegue identificar. Em sua busca desesperada por Isaías, a menina se move num mundo desconhecido, povoado por muitos tipos de ameaças imprevisíveis. Não sabe como agir. Não sabe como reagir à violência. Nem com a palavra pode defender-se, pois não utiliza a linguagem para falar de seu mundo - e daquilo que entende. Além disso, na cidade Isabel encontra outro fenômeno que desconhecia em seu povoado natal - a diferença de classes. A arrogância e a indiferença dos bem-nascidos a imobilizam. E, para piorar as coisas, seu irmão querido parece ter sido sugado pela cidade grande. Sumiu vários meses antes, sem deixar traço. O deslumbramento da menina diante do desconhecido, sua inadequação ao ser tragada por uma sociedade regida por regras que lhe parecem absurdas, sua forma pessoal de forjar soluções - tudo aqui comove e revela. Contra todas as probabilidades, Isabel resiste, e logra construir sua vida na metrópole hostil.

Nenhum comentário: