domingo, 20 de julho de 2008

Velório de Dercy Gonçalves é aberto ao público no Rio de Janeiro até as 18h


Velório de Dercy Gonçalves é aberto ao público no Rio de Janeiro até as 18h
Da Redação
Com Agência Estado

A comediante Dercy Gonçalves faz careta durante festa em comemoração ao seu aniversário de 100 anos na Casa Petra, em São Paulo (06/06/2007)
DERCY FOI AO BINGO ANTES DE MORRER
VEJA FOTOS DA CARREIRA DE DERCY GONÇALVES
CONHEÇA A TRAJETÓRIA DA ATRIZ
A FESTA DOS 100 ANOS
JOÃO GORDO ENTREVISTA DERCY GONÇALVES
VEJA "CÉLIA & ROSITA", O ÚLTIMO CURTA
DEIXE SUA MENSAGEM SOBRE A ATRIZ
Amigos, parentes e fãs de Dercy Gonçalves acompanham neste domingo (20) o velório do corpo da atriz e comediante no saguão da Assembléia Legislativa do Rio de Janeiro, no centro da cidade. Dercy, que tinha 101 anos, morreu na tarde de sábado (19).

A primeira atriz a chegar ao velório foi a ex-vedete Virgínia Lane, de 88 anos, a melhor amiga de Dercy. "Fiz questão de ser a primeira. Quero que ela saiba que eu fui a primeira a cumprimentá-la. Ela vai para um lugar onde daqui a pouco eu também vou estar. Éramos muito amigas. Lembro que ela me dizia: você vai longe com essas longas pernas", disse Virgínia.

O velório começou por volta das 10h30, com a chegada da única filha da atriz, Maria Dercimar Senra, que avisou que não gostaria que o clima fosse fúnebre, porque Dercy gostaria que sua morte fosse como uma festa.

Entre as coroas de flores enviadas à família, há uma do presidente Luiz Inácio Lula da Silva e a primeira-dama Marisa Letícia. A presença do governador Sérgio Cabral é aguardada para a tarde de hoje. O velório estará aberto ao público até as 18h.

O corpo de Dercy deixará a Alerj por volta das 10h desta segunda-feira (21), quando partirá para Santa Maria Madalena, onde ela nasceu. Lá será velado no Clube Montanhês. O enterro está previsto para o meio-dia de terça-feira, quando se comemorará o dia da padroeira da cidade.

Na hora do sepultamento será tocado o samba que a Viradouro fez, em 1991, em homenagem à atriz. "Ela sempre disse que gostaria de morrer no dia da padroeira. Como morreu poucos dias antes, faremos o enterro neste dia", disse Nestor Lopes, presidente do Museu Dercy Gonçalves, em Santa Maria Madalena.

Insuficiência respiratória
Dercy foi internada por volta das 4h de sábado no Centro de Tratamento Intensivo (CTI) com pneumonia grave. De acordo com a assessoria do hospital, às 11h a atriz recebeu a visita de sua filha e ainda estava lúcida. Durante a tarde, seu estado de saúde piorou para um quadro de sepse pulmonar e insuficiência respiratória, e os médicos a declararam morta às 16h45.

Carreira
Dercy Gonçalves foi uma das pioneiras da teledramaturgia brasileira, e atuou em novelas até 1992, com "Deus Nos Acuda", da TV Globo. Sua estréia no teatro aconteceu em 1929, na cidade de Leopoldina (MG), em dueto com o ator Eugênio Pascoal. No Rio de Janeiro, faz carreira no teatro de revista na década de 30 e nos anos 40.

No ano de 1943, estréia no cinema com o filme "Samba em Berlim", e desde então participou em mais de 30 filmes. O último lançado em vida foi o curta-metragem "Célia & Rosita", de 2000. Dercy ainda participou de "Nossa Vida Não Cabe Num Opala", longa de Reinaldo Pinheiro premiado no Cine PE em maio deste ano, que ainda não foi lançado comercialmente.

Conhecida por seu humor debochado e pelos palavrões, tornou-se sinônimo de improviso e irreverência. Nascida Dolores Costa Gonçalves, em Santa Maria Madalena, no Rio de Janeiro, adotou em 1927 o nome artístico de Dercy Gonçalves para tentar a carreira de cantora.

Nenhum comentário: