sábado, 16 de agosto de 2008

JULIANO GARCIA PESSANHA



Conheci a obra de Juliano Garcia Pessanha, lendo Certeza do Agora, devorei parte numa noite em Perdizes,na casa de amigos, e logo na manhã seguinte levava para minha casa os demais-Ignorância do Sempre, e Sabedoria do Nunca.Admiráveis!
É o novo em estilo, coragem, enfim, como um "anormal" como assim foram os bons poetas, para dizer cuspir fatos engendrar circunstâncias, e por cima organizar.Além disso o autor nos afeta com seu carinho de bem cuidado e gosto passeando pela Literatura de qualidade,seja prosa ou verso, e alinhando-se dialogalmente com a filosofia.Olha, é para ler com olho guloso e nao lavar as mãos para nao perder o cheiro da poética, que tem odores diversos e chega a dar barato, dos bons.

Nenhum comentário: