sábado, 14 de fevereiro de 2009

jussara miranda


estudo de Sandro Ka

Jussara Miranda é o tipo de artista que não se contenta com o palco. A coreógrafa gaúcha discute política cultural, espaços, públicos-alvo com a mesma paixão com que discute dança e o trabalho de seu grupo, o premiado Muovere. Para 2009, Jussara vai estar à frente de dois projetos, que envolvem oficinas dirigidas a públicos diferenciados.

No projeto Dalí Daqui, parceria com o grupo SOMOS que terá o apoio do Prêmio Interações Estéticas - Residências Artísticas em Pontos de Cultura - Funarte /CEPIN, a idéia é usar a obra de Salvador Dalí como inspiração e provocação. Entre maio e setembro, 30 oficineiros, escolhidos principalmente a partir de uma carta de intenções e não necessariamente bailarinos (segundo Jussara, preferencialmente não-bailarinos), vão ser expostos a obras do artista espanhol, vão frequentar oficinas de dança flamenca, de rua e contemporânea e vão discutir com historiadores e artistas plásticos sobre a vida e obra de Dalí. O coreógrafo Diego Mac está na equipe do Dalí Daqui, avisa que ao plano é descobrir as danças que estão escondidas nos corpos, usando todas as mídias possíveis.
- Vamos usar vídeos, vamos interferir em mídias publicitárias, vamos ver como se pode fazer um espetáculo em um outdoor.
Jussara avisa que quem não estiver formalmente na oficina poderá participar pelo blog que será criado e em festas populares que o Dalí Daqui vai propor:
- Seria uma espécie de competição de dança, sem ser competição. Teria prêmio simbólico em dinheiro, mas o objetivo maior seria o de descobrir danças nos corpos dos participantes.
As inscrições para Dalí Daqui poderão ser feitas a partir de 6 de abril no dalidaqui.blogspot.com e Ponto de Cultura SOMOS (R. Jacinto Gomes, 378, fone 51 3233-8423).

O projeto Dança e Sentidos é a sequencia de um trabalho que Jussara e o Muovere vêm desenvolvendo desde 2007, de forma voluntária, na CCMQ. Destinado a crianças e adolescentes cegos e de baixa visão, entre sete e 17 anos, o projeto prevê um ano de oficinas, mostras artísticas, participação em eventos científicos, capacitação de oficineiro cego e professores videntes, além da publicação da Cartilha da Dança 2 (a Cartilha 1 foi lançada na Feira do Livro de Porto Alegre do ano passado) em Braille e da produção do site "Dança e Sentidos". O projeto foi criado por Jussara, Joana Amaral e Regina Célia Tanski, e terá o incentivo de Integração Comunidades Petrobras - Refap - Região Sul.
As aulas começam dia 4 de março, na sala Cecy Frank, 4º andar da CCMQ. Informações e reserva de vagas a partir de 23 de fevereiro pelos telefones 9666-2409 / 9915-4946 / 9643-2364.
retirado do blog do caco http://www.clicrbs.com.br/blog/jsp/default.jsp?uf=1&local=1&source=DYNAMIC,blog.BlogDataServer,getBlog&pg=1&template=3948.dwt&tp=§ion=Blogs&blog=359&tipo=1&coldir=1&topo=3951.dwt

Nenhum comentário: