segunda-feira, 9 de fevereiro de 2009

Marco de Canavezes quer avião da TAP com o nome da diva

Marco de Canavezes quer avião da TAP com o nome da diva
09h23m
A Câmara de Marco de Canaveses, terra-natal de Carmen Miranda, propôs à TAP-Air Portugal que baptize um dos seus aviões com o nome da artista que nasceu há cem anos, a completar esta segunda-feira.

Manuel Moreira, presidente da Câmara, disse à Lusa que a sua autarquia aguarda ainda a resposta ao pedido formulado à transportadora aérea portuguesa.

O autarca anunciou que as comemorações do centenário do nascimento da cançonetista e actriz vão prolongar-se por seis meses e incluem o lançamento de um selo comemorativo da efeméride, em colaboração com os CTT -Correios de Portugal.

A atribuição póstuma da medalha de Mérito Municipal a Carmen Miranda, um desfile de escolas de samba, conferências com a presença do ministro da Cultura e os embaixadores de Portugal no Brasil e de Brasília em Lisboa integram ainda o programa.

No âmbito das comemorações, a autarquia perspectiva ainda a realização de uma gala musical num palco flutuante sobre o rio Tâmega, estando a negociar a transmissão do espectáculo com uma cadeia de televisão.

"É uma diva, um verdadeiro ícone ainda no Brasil e em Hollywood, uma figura natural da nossa terra, que muito nos orgulha", disse o autarca.

Carmen Miranda (Maria do Carmo Miranda) nasceu a 09 de Fevereiro de 1909 em Várzea da Ovelha, Marco de Canaveses, mas passou grande parte da sua vida do outro lado do Atlântico, entre o Brasil e os Estados Unidos.

Com pouco mais de vinte anos, Carmen Miranda era já uma vedeta no Brasil, tanto na música como no cinema, chamando a atenção de Hollywood, onde chegou a ser uma das actrizes mais bem pagas.

Muitas vezes encarnou uma personagem folclórica, tropical e garrida, de pronúncia acentuada, em musicais na era do Technicolor, sendo conhecidas as interpretações de canções como "Tico-tico no fubá" ou "O que é que a baiana tem?".

Carmen Miranda morreu nos Estados Unidos a 05 de Agosto de 1955, com 46 anos, vítima de ataque cardíaco, depois de ter participado num programa televisivo.

Quando o corpo foi trasladado para o Rio de Janeiro, a cerimónia foi acompanhada por cerca de meio milhão de pessoas.
http://www.prensaescrita.com/diarios.php?codigo=POR&pagina=http://www.jn.pt

Nenhum comentário: