quinta-feira, 12 de agosto de 2010

Workshop de Samba e Forró em Lisboa


Workshop de Samba e Forró em Lisboa
Por: Rita Brandão Guerra | 25 de Janeiro de 2010 | Sem comentários |

Um Workshop de Samba e Forró com professores brasileiros terá início sábado, dia 9 de Janeiro, em Lisboa, e está aberto ao público em geral. O curso realiza-se na Associação Solidariedade Imigrante e terá a duração de quatro sábados entre as 18h30 e as 20h00, com um custo total de 30 euros, podendo os interessados frequentar sessões individuais a 8 euros cada.

Carmen Queiroz, uma das professoras e responsáveis pelo Workshop explica que «por mais que sejam ritmos que podem ser dançados a dois, o objectivo é trabalhar a nível individual». Com este curso pretende-se que «as pessoas desacompanhadas possam aprender forró num estilo mais forró pé de serra, mais tradicional, e no caso do samba o estilo samba no pé que é diferente do samba de salão ou de gafieira», acrescenta a professora.
Os mentores deste projecto em Portugal, Pedro Pernambuco e Carmen Queiroz, são investigadores, bailarinos, coreógrafos e professores de Dança Brasílica, danças inspiradas nos ritmos do Nordeste Brasileiro. A professora explica: «Somos brasileiros, estamos em Portugal há 10 anos e somos professores formados pelo método de Dança Brasílica, método desenvolvido por André Madureira, director e responsável pelo internacionalmente conhecido Balé Popular do Recife.»

Empenhada em trazer as danças populares brasileiras para Portugal, Carmen Queiroz assegura que a receptividade dos portugueses tem sido boa e que se estende também a diversas comunidades emigrantes. Para isso apostam na divulgação dos seus cursos nas universidades e na Internet e não impõem qualquer restrição de idade. As aulas terão cerca de 15 alunos, mas se as inscrições forem feitas previamente este número poderá ser excedido.

O objectivo é continuar a apostar em workshops diversificados e um dos próximos projectos apela à participação no Carnaval de Almada, como refere a professora: «Os interessados deverão inscrever-se o quanto antes. As aulas serão na Casa da Juventude em Cacilhas, às terças e quintas-feiras das 19h00 às 22h00 e aos sábados entre as 15h00 e as 17h00.»

Mas há mais. Em Fevereiro os ritmos serão também africanos, já que a associação contará com a presença de Maio Coopé, da Guiné-Bissau, para um workshop de percussão. A Associação Solidariedade Imigrante acredita prestar com os seus cursos um serviço à cultura, divulgando diversos aspectos das comunidades emigrantes residentes em Portugal através de um projecto de interculturalidade permanente.

Nenhum comentário: