REDES

terça-feira, 29 de novembro de 2011

KASSAB FORA...........

POR PORTOGENTE http://www.portogente.com.br/texto.php?cod=58995Fora Kassab
Texto publicado em 28 de Novembro de 2011 - 20h26


Fonte: Causa Operária Online

O caso envolvendo desvio de verba na inspeção veicular do município ultrapassa o valor de R$ 1 bilhão

28 de novembro de 2011

A ação movida pelo Ministério Público de São Paulo contra o prefeito de São Paulo levanta uma questão que esteve presente em diversos momentos nas lutas da população paulistana durante este ano: a saída imediata de Gilberto Kassab da administração municipal. Ele é alvo de um processo que pede o bloqueio de seus bens e também tem como réus o secretário do verde e meio ambiente, Eduardo Jorge, e seis empresas, entre elas a CCR e a Controlar. Todos são acusados de participar de uma fraude bilionária em contratos de inspeção veicular.

O Consórcio Controlar, vencedor da concorrência em 2005, é denunciado por inabilitação técnica, econômica, financeira e, principalmente, fraude no controle acionário e na composição do capital social da empresa.

As fraudes somadas atingem R$ 1,05 bilhão, segundo o relatório dos promotores Roberto de Almeida Costa e Marcello Daneluzzi.

Estre é mais um caso que mostra como a administração municipal está completamente entregue nas mãos dos capitalistas e este é o verdadeiro motivo da gestão Kassab ser denunciada em tantos casos de desvio de verba pública.

Esta ação do Ministério Público, fruto de uma luta interna da própria burguesia, terá como consequência uma queda ainda maior da popularidade de Kassab. Fato que enfraquecerá ainda mais sua administração que já conta com a rejeição da maior parte da população paulistana.

Neste sentido, esta nova crise do governo Kassab abre uma nova possibilidade de ação da classe operária e do conjunto da população contra uma administração que tem liderado a ofensiva da direita contra os direitos da população. A última medida deste tipo foi propor a expulsão de viciados em crack para suas cidades natais, uma forma de aumentar a repressão contra os moradores de rua.

Por isso, todos os setores atingidos pelos ataques de Kassab precisam se unir em torno de um movimento que coloque como ponto principal a luta pelo “Fora Kassab” e em defesa das reivindicações da população de São Paulo.


Nenhum comentário: