sexta-feira, 30 de junho de 2017

SOBRE O RETORNO DE AÉCIO: uma casta formada pelos altos escalões dos três poderes

Trago um relato de um intelectual que demonstra  a escravidão branca que vivemos e os desmandos de um golpe que se esparrama pelas torres dos poderes podres deste país.A indignação solapa a população, que aflita e depressiva,  estagnada pelo medo convive com : o desgoverno, a falta de um mínimo ético nos poderes que se dizem da república.Há um golpe a cada dia!

POR EMERSON LOPES.SP
JORNALISTA PUC .SP
por Facebook em 30.06.2017
Eu e minha família, que sempre moramos na periferia, não somos ninguém neste país. Talvez o diploma universitário que conquistei a duras penas tenha ampliado minha visão sobre várias aspectos da vida. 

Dito isto, gostaria de entender o que há de democrático e republicano em uma casta formada pelos altos escalões dos três poderes que governam basicamente para si e para a ponta da pirâmide, formada por banqueiros e alguns empresários. 

Mais uma coisa: temos nos perguntado por que tanta apatia do brasileiro diante deste terremoto pelo qual o país está passando? 

De repente comecei a pensar na maioria da população que, diante da crise, teme por seus empregos e seu futuro. Então, nação em desenvolvimento que somos, não sobra aos brasileiros comuns muito tempo e espaço para ir protestar na Câmara dos Vereadores, na Assembléia Legislativa Estadual, na sede da prefeitura ou do governo estadual. 

Pensar em viajar à distante Brasília é quase ficção para estes personagens que saem de casa de segunda à sexta 5h30 da manhã para entrar entre 7 e 9h em seus trabalhos alienantes, nos quais permanecerão por cerca de 8 horas, para depois enfrentar congestionamentos e transportes públicos superlotados na volta para a casa ou na ida para seus estudos noturnos, para chegar em casa por volta da meia-noite. 

Em qual momento estes indivíduos com esta rotina terão condições de se aprofundarem nas notícias e artigos sobre a política e a economia brasileiras? O que lhes resta são manchetes da internet e as notícias-pílulas dos telejornais e a comprovação de que algo não vai bem quando vão ao mercado, à padaria, ao açougue, à farmácia ou à feira livre, assim como quando chegam as contas mensais de água, luz, gás, telefone, etc.. 

Percepção comprovada, vem a raiva imediata direcionada à classe política e nada mais, já que o cansaço da semana extingue qualquer energia para pensar em uma saída democrática e republicana com o apoio dos vizinhos, amigos e familiares. 

Há a necessidade do descanso do corpo e da mente, seja no churrasco com cerveja e pagode ou simplesmente curtindo esposa/marido e filhos ou assistindo ao futebol. Pois, segunda-feira começa tudo de novo...

Nenhum comentário: