quinta-feira, 2 de novembro de 2017

As rosas nao falam - Elton Luiz L. de Souza - capturas breves do Facebook



Nada como ser guiado pelo pensar com o  criar via as réstias da Filosofia e da poesia, aí está o parceiro, amigo e filósofo Elton Luiz L. de Souza falando via Face que aqui  copio:


Segundo Heidegger, o mundo atual confunde o “diminuir a distância” com o “criar proximidade”. A técnica diminui as distâncias, sem dúvida. Contudo, uma coisa é diminuir as distâncias entre seres no espaço, outra bem diferente é criar proximidade com o sentido. O telescópio diminuiu a distância entre a lua e meus olhos. Mas quando leio um poema sobre a lua, de que lua se trata? O poema não põe a lua mais perto espacialmente de mim, porém ele pode pô-la a tal ponto próxima de mim que a descubro dentro de mim, como o "devir-lunar" que sou.

Os cientistas olham as células com potentes microscópios e imaginam que isso os faz estarem próximos do que é a vida, o sentido da vida, porém eles olham a vida de fora. Quando Cartola nos diz que “as rosas não falam”, que rosas são essas? O que essas rosas têm que não têm as rosas que pomos em jarros? Um dia estas últimas murcham, porém nunca murcham as rosas das quais a canção de Cartola é uma aproximação, um chegar perto, sobretudo de nós mesmos: basta a gente cantar que elas desabrocham voz, sempre novas.

Nenhum comentário: