quarta-feira, 2 de junho de 2010

Pernambucano assume cadeira na Academia Brasileira de Letras

A notícia é de bom alvitre, mas o que é mais engraçado é o Sr.Muniz Sodré concorrendo a uma cadeira.Que expressão tem este cidadão para ter a audácia em candidatar-se.Coisas do Brasil!!!!!!!
Bom, ocorre que ele se acha o máximo, haja visto palestras vistas e ouvidas quando eu ainda tinha saco,e quando assim eu fiz percebi que o mesmo se acha o show dos shows com sua empafia de intelectual das comunicações.Só falta José Marques de Melo, candidatar-se ao posto, como capitão nordestino que é dentro do meio institucional das engrenagens polítiqueiras das suas sociedades científicas .



Pernambucano assume cadeira na Academia Brasileira de Letras

Do JC Online

Geraldo Holanda Cavalcanti, 81, recebeu 20 votos e conquistou a cadeira 29 da ABL
Divulgação
O escritor pernambucano Geraldo Holanda Cavalcanti, 81, recebeu 20 votos e conquistou a cadeira 29 da Academia Brasileira de Letras (ABL). Seus concorrentes eram o ministro do Supremo Tribunal Federal, Eros Grau (10 votos), o presidente da Biblioteca Nacional, Muniz Sodré (8 votos) e o músico Martinho da Vila, que não recebeu nenhum voto.

O poeta tradutor, ensaísta e memorialista Holanda Cavalcanti já havia tentado integrar a academia há quatro anos, mas retirou candidatura para não disputar a vaga com amigos.

Por mais de quatro décadas, o pernambucano atuou como diplomata. Foi embaixador no México, na Unesco e na União Europeia. Entre as obras publicadas figuram O Mandiocal de Verdes Mãos (1964), Poesia Reunida (1998) - pelo qual conquistou o prêmio Fernando Pessoa, da União Brasileira de Escritores- , Encontro em Ouro Preto (contos, 2007) As Desventuras da Graça (memórias, 2010).

Fonte: Com informações da Folha.com

Nenhum comentário: